Aprender - O portal de ensino superior

Corpo Discente

Periscópio - Guia de sobrevivência – (continuação)

4. Significado da integridade

Muito se fala de integridade atualmente, até parece algo novo, coisa que ninguém nunca disse, ou nunca se preocupou, pode ser a palavra da moda, mas na verdade o que está acontecendo é a necessidade que o homem tem de obter as respostas de forma íntegra, poder observar nas pessoas com quem se relaciona uma postura honesta, irrepreensível e, principalmente, sentir-se à vontade para agir com integridade, sem ser “careta”, “fora de moda”, “demagogo”, etc.

O tema é polêmico desde a criação do homem. Quando Adão pecou, perdeu sua integridade. Desde então, falou-se muito sobre integridade. O livro de Provérbios na Bíblia diz: “Melhor é o pobre que anda na sua integridade do que o de caminhos perversos ainda que seja rico.” Provérbios 28:6. Portanto, ser íntegro ou ter integridade é algo que agrada a Deus, mas também ao homem.

Quem não gosta de ter amizades, negócios, enfim, relacionar-se com pessoas íntegras? E nós, somos pessoas íntegras?

Afinal, o que é integridade?

De acordo com o dicionário Houaiss da língua portuguesa, uma das definições de integridade é: “caráter, qualidade de uma pessoa íntegra, honesta, incorruptível, cujos atos e atitudes são irrepreensíveis; honestidade, retidão”.

Integridade é a capacidade de fazer aquilo que você julga certo, quando ninguém está vendo, da mesma forma que faria, se todos estivessem vendo.

Integridade implica em princípios bem definidos de conduta, ou seja, por que você age de determinada maneira e não de outra, com que finalidade você realiza o que precisa ser realizado, o que faz com as informações que estão em seu poder. A integridade não é uma ação opcional, aliás, é um dos fatores essenciais para o relacionamento.

Se uma empresa não é íntegra, não poderá tratar com ética os seus clientes, pois em seus serviços ou produtos não estará embutido o conceito de integridade, fator preponderante para as empresas prestadoras de serviço como as IES.

Se os cursos que a sua IES oferece não cumprem os requisitos legais, se os seus funcionários não oferecem atendimento personalizado aos seus alunos, se os professores não se dispõem a serem os facilitadores do aprendizado, se não tratam, nem são tratados com respeito, se não houver comprometimento global de toda a equipe e com a equipe, se não honrarem com seus compromissos, não se pode dizer que há INTEGRIDADE.

Fonte: CM Consultoria

  • Currently 41.2; ?>/ TOTALSTARS
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Publicidade

CM Consultoria

Relacionados

Copyright 2007 - CM Consultoria - Todos os direitos reservados